sexta-feira, 11 de março de 2011

TRIBUTO A UM CÃO DE UMA AMIGA

    • EU QUERO SER AMÉLIA
      
       
      
      Gostaria de saber quem foi a mentecapta, a infeliz matriz das feministas que teve a estúpida idéia de reivindicar direitos de mulher.   Queria saber por que ela fez isso conosco, que nascemos depois dela.  Estava tudo tão bom no tempo das nossas avós.  Elas passavam o dia a bordar, trocar receitas com as amigas, ensinando-se mutuamente segredos de molhos e temperos, de remédios caseiros, lendo bons livros das bibliotecas dos maridos, decorando a casa, podando árvores, plantando flores, colhendo legumes das hortas, educando as crianças, freqüentando saraus.  ENFIM, a vida era um grande curso de artesanato, medicina alternativa e culinária. Aí vem uma FULANINHA  qualquer que não gostava de sutiã nem tão pouco de espartilho, e contamina várias outras rebeldes inconseqüentes com idéias mirabolantes sobre "vamos conquistar o nosso espaço"!  Que espaço minha filha?   Você já tinha a casa inteira, o bairro todo, o mundo aos seus pés.  Detinha o domínio completo sobre os homens, eles dependiam de você para comer, vestir, para tudo!  Que raio de direitos requerer?
      Agora eles estão aí, são homens todos confusos, que não sabem mais que papéis desempenhar na sociedade, fugindo de nós como o diabo foge da cruz.   Essa brincadeira de vocês acabou nos enchendo de deveres, isso sim. E nos lançando no calabouço da solteirice aguda.   Antigamente, os casamentos duravam para sempre, tripla jornada era coisa do Bernard do vôlei - e olhe lá, porque naquela época não existia Bernard do vôlei. POR QUE? Me digam POR QUE um sexo que tinha tudo do bom e do melhor, que só precisava ser frágil, foi se meter a competir com o macharedo? Olha o tamanho do bíceps deles, e olha o tamanho do nosso. Tava na cara que isso não ia dar certo!Não agüento mais ser obrigada ao ritual diário de fazer escova, maquiar, passar hidratantes, escolher que roupa vestir, e que sapatos combinar, que acessórios usar. Tão cansada de ter que disfarçar meu humor, de sair sempre correndo, ficar engarrafada, correr risco de ser assaltada, de morrer atropelada, passar o dia ereta na frente do computador, com o telefone no ouvido, resolvendo problemas que nem são meus. E como se não bastasse, ser fiscalizada e cobrada (até por mim mesma) de estar sempre em forma, sem estrias, depilada, sorridente, cheirosa, com as unhas feitas, sem falar no currículo impecável, recheado de mestrados, Doutorados, e especializações (ufffffffffffffffffff!!!!!!!).  Viramos super mulheres e continuamos a ganhar menos do que eles. Não era muito melhor ter ficado fazendo tricô na cadeira de balanço? CHEGAAAAAAA!!! Eu quero alguém que pague as minhas contas, abra a porta para eu passar, puxe a cadeira para eu sentar, me mande flores com cartões cheios de poesia, faça serenatas na minha janela.  Ai, nossa responsabilidade lidar com todas as espécies com carinho, amor e compaixão. As crueldades que os animais sofrem pelas mãos dos homens está além do nossa compreensão. Por favor, ajude a parar com esta loucura." (Richard Gere)meu Deus, já são 7h30, tenho que levantar! E tem mais, quero alguém que chegue do trabalho, sente no meu sofá, coloque os pés pra cima e diga "meu bem, me traz um cafezinho, por favor?". Descobri que nasci para servir. Vocês pensam que eu tô ironizando? Tô falando sério! Estou abdicando do meu posto de mulher moderna.... Troco pelo de Amélia. Alguém se habilita?.....
      Cês pensam que eu tô ironizando? Tô falando sério! Estou abedicando do meu posto de mulher moderna     Eu quero ser AMÉLIA. As feministas de plantão que me desculpem. Alias não! Não vou pedir desculpas a ninguém.
       
      
       
      
       
      

    • A Vida me ensinou a compreender as pessoas, pois uma pessoa é diferente da outra.  A Vida me ensinou a respeitar os animais, eles fazem parte da nossa vida.
      A Vida me ensinou que muitas vezes amamos e não somos amados na mesma proporção, mas amar sempre vale a pena.
      A Vida me ensinou a cuidar da flor, ela é sensível e enfeita o mundo muitas vezes Cruel.  A Vida me ensinou a ESTENDER A MÃO a quem precisa, embora seja um inimigo.  A Vida me ensinou a sorrir, embora esteja com lágrimas nos olhos, o outro pode estar mais triste do que eu.
      A Vida me ensinou que o sofrimento nos faz mais fortes e assim compreender melhor o outro.  A Vida me ensinou que de cada pedra encontrada no caminho, se faça uma escadaria para se chegar ao topo de mais uma Realização.
      A Vida me ensinou que a Beleza esta no coração e não na aparência.
      A Vida me ensinou a compreender os infelizes que não conhecem e nem sabem o que é o Amor.
      A Vida me ensinou a perdoar aqueles que não são amigos, pois não sabem o significado de Amizade.nossa responsabilidade lidar com todas a
      A Vida me ensinou que a solidão é bom para refletir.
      A
      TRIBUTO A UM CÃO
      "Como zeladores do planeta, é nossa responsabilidComo zeladores do planeta, é nossa responsabilidade lidar com todas as espécies com carinho, amor e compaixão. As crueldades que os animais sofrem pelas mãos dos homens está além do nossa compreensão. Por favor, ajude a parar com esta loucura." (Richard Gereade lidar com todas as espécies com carinho, amor e compaixão. As crueldades que os animais sofrem pelas mãos dos homens está além do nossa compreensão. Por favor, ajude a parar com esta loucura." (Richard Gere)
      s espécies com carinho, amor e compaixão. As crueldades que os animais sofrem pelas mãos dos homens está além do nossa compreensão. Por favor, ajude a parar com esta loucura." (Richard Gere)
    • O mais altruísta dos amigos que o homem pode ter neste mundo egoísta, aquele que nunca o abandona e nunca mostra ingratidão ou deslealdade, é o cão.
      O cão permanece com seu dono na prosperidade e na pobreza, na saúde e na doença. Ele dormirá no chão frio, onde os ventos invernais sopram e a neve se lança impetuosamente se lá seu dono estiver.
      Quando somente ele estiver ao lado de seu dono, ele beijará a mão que não tem alimento a oferecer, ele lamberá as feridas e as dores que resultam dos encontros com a violência do mundo. Ele guarda o sono de seu pobre dono como se fosse um príncipe. Quando todos os amigos o abandonarem, o cão permanecerá.
      Quando a riqueza desaparece e a reputação se despedaça, ele é constante em seu amor como constante é o sol em sua viagem através do firmamento. Se a fortuna arrasta o dono para o exílio, o desamparo e o desabrigo, o cão fiel perde o privilégio maior de acompanhá-lo, para protegê-lo contra o perigo e para lutar contra seus inimigos. E quando a última cena se apresenta, a morte o leva em seus braços e seu corpo é deixado na laje fria, não importa que todos os amigos sigam o seu caminho: Lá, ao lado de sua sepultura, se encontrará seu nobre cão, a cabeça entre as patas, os olhos tristes mas em atenta observação, fé e confiança, mesmo à morte. Saudades yann. Vc virou estrelinha e hoje faz parte da constelação dos seres puros.   Jamais te esquecerei meu menino lindo e carinhoso